FANDOM


Death
Shini Aparência de Death na série
Nome
Nome completo Death
Apelido(s) Shinigami-sama
Original デス
Latinização Desu
Significado(s) Death = Morte
Shinigami = Deus da Morte / Ceifador Sinistro
Português Doutor Morte[1]
Nomes alternativos
Informação Pessoal
Sexo Masculino2 Masculino
Idade 800+
Raça Deus da morte Deus da morte
Tipo de alma Shinisoul Alma de shinigami
Classificação Excalibur1 Great Old One

Meister Artífice

Forma(s) de arma Insanidade Insanidade da Ordem
Estado atual Falecido
Ativo anime
Informação Profissional
Ocupação Diretor
Afiliação Shibusen1 AMAAN
Nacionalidade
Local de origem
Residência Death City, Nevada, EUA
Grupo(s) Spartoi (anterior)
Artesão(s)
Arma(s) Death Scythe
Azusa Yumi (anime)
Família/Clã Death Família de Death
Relações Death the Kid (filho e sucessor)
Asura (filho e rival)
Informação do Mundo Real
Voz(es) Ryusuke Ōbayashi (CD drama)
Rikiya Koyama (anime)
Estréia no mangá Capítulo 0.1
Estréia no anime Episódio 1
Estréia em jogos Monotone Princess
Temas musicais

Shinigami (死神 Shinigami?), anteriormente conhecido como Death (デス・ザ・キッド Desu?), é o diretor e fundador da Shibusen, e um ser de aparência estranha, usando uma cômica máscara de caveira. Apesar de seu jeito engraçado, Shinigami-Sama possui seu lado sério. Há muitos anos, derrotou e aprisionou o Kishin Asura, para que o mundo não entrasse em insanidade total. Seu nome significa "Senhor Deus da Morte" Ele é o criador de um estranho golpe, ao qual usa uma de suas enormes mãos, batendo com a mesma reta e em sentido vertical, conhecido como "Shinigami-Chop", sendo a mesma tecnica de Maka o "Maka-Chop" só está usa um livro.

Ele é a pessoa mais poderosa de toda a Shibusen, sendo capaz de derrotar e selar por completo o Kishin Asura.Ele pode se comunicar usando um espelho,formando uma sequência de letras, somente assim ele pode falar com pessoas que não estão na Shibusen,

Quando ele derrotou o Kishin Asura e o selou num porão embaixo da Shibusen, ele prendeu sua alma á Death City, assim não podendo sair de lá ao não ser que a cidade crie pernas.

Referências Editar

  1. Editora JBC: Soul Eater, Edição em Português (Brasil).